Buscar
  • Macroclean Limpeza

Dê adeus ao mofo e bolor em sua casa de praia: aprenda dicas infalíveis!

Uma orientação completa para evitar esse problema

Crédito da imagem: Tirachard/Freepik


Se você está procurando por casa na praia para comprar, mas antes quer saber como é possível manter esse tipo de imóvel sem ter que se preocupar com a ocorrência de problemas como mofo e bolor, então esse post é para você.

Que o mofo pode ocorrer em qualquer lugar, isso é um fato indiscutível. No entanto, climas úmidos, como os que estão presentes em apartamentos para alugar na praia, fornecem as condições ideais para os fungos crescerem e prosperarem.

A precipitação frequente e a alta umidade do ar, típicas de climas úmidos, produzem grandes quantidades de pontos de umidade em um ambiente - o principal pré-requisito para o crescimento de fungos.

Combinada com as temperaturas corretas, a umidade excessiva permite o crescimento extensivo de fungos e causa grandes contratempos, como danos aos móveis, problemas de saúde e reações alérgicas provocadas pela exposição ao mofo.

Infelizmente, você não pode impedir que esporos de mofo entrem na sua casa. Eles existem em qualquer lugar no ambiente externo e podem entrar facilmente através de portas e janelas abertas, dutos de ar e aberturas de ventilação ou até mesmo podem vir presos a roupas, sapatos e bolsas.

Da mesma forma, você tampouco pode privá-los de sua “comida”, uma vez que os micro-organismos se alimentam de materiais orgânicos como madeira, carpete, papel, tinta, gesso cartonado, tecidos, algodão, couro, móveis e até a poeira que pode ser encontrada em abundância em seu lar.

É por isso que, entre prevenir e remediar, a sua melhor opção é garantir que as condições ambientais em sua casa não sejam adequadas para o crescimento de fungos. Abaixo, confira algumas dicas infalíveis para ter uma casa decorada sem nunca mais ver mofo ou bolor por perto.

1. Garanta uma ventilação adequada a sua casa na praia

O ar viciado fornece condições perfeitas de reprodução e desenvolvimento para os delicados esporos de fungos: eles podem criar raízes, crescer e se reproduzir, completamente inalterados.

Para evitar esse “desenvolvimento despreocupado”, é preciso deixar bastante ar fresco entrar na sua casa de praia e garantir uma boa circulação de ar mantendo abertas as janelas em dias ensolarados, bem como também as portas dos quartos e as gavetas e portas de armários.

Reduza a desordem e mantenha os móveis longe de paredes para melhorar o fluxo de ar em sua casa. Mantenha dutos de ar limpos e em boas condições. Use exaustores em banheiros e cozinhas onde o vapor e a umidade podem se acumular como resultado de atividades cotidianas comuns.

Certifique-se de que todas as áreas da sua casa estão bem ventiladas e livres de odores de mofo (especialmente espaços confinados e/ou escuros). Lembre-se de que a ventilação adequada é essencial para a prevenção de fungos.

2. Evite a condensação

Em ambientes de praia, onde a brisa costuma ser quente, é normal que muitos moradores tenham ar-condicionado. Isso favorece a condensação, que nada mais é que um processo físico que se forma quando o vapor de água quente do ar esfria e se liquefaz ao entrar em contato com superfícies frias.

O mofo prospera em superfícies com condensação, como janelas, tubos de metal e paredes de concreto. Para reduzir a condensação em sua casa, você precisa manter a temperatura interna mais alta e a umidade relativa da casa mais baixa.

A instalação de um isolamento adequado é o caminho a seguir - tenha em mente que, além de tetos, paredes e outros elementos estruturais da casa, é aconselhável isolar as superfícies mais propensas a formar condensação.

Se você notar condensação, certifique-se de secar a superfície imediatamente. Use também condicionadores de ar e desumidificadores para controlar o clima interno e manter baixa a umidade do ar.

Quando se vive num clima úmido, é aconselhável igualmente equipar a sua casa de praia com materiais resistentes ao bolor, como utensílios domésticos e superfícies de plástico, metal ou vidro (em vez de madeira) e azulejos ou pisos laminados (em vez dos alcatifados).

Use um drywall resistente à umidade, o qual o núcleo de gesso seja coberto em fibra de vidro para que a superfície se torne impermeável à água (em vez do tradicional drywall em que o núcleo é pressionado entre camadas de papel) e uma tinta que seja antimofo e contenha fungicidas que consigam efetivamente inibir o crescimento de fungos.

3. Limpe e desinfete bem as superfícies domésticas

A limpeza frequente ajuda a remover os esporos de fungos das superfícies domésticas e reduz consideravelmente a sujeira e a poeira (excelentes fontes de alimentos orgânicos para os fungos nocivos) em sua casa de praia.

Portanto, é altamente recomendável lavar e desinfetar regularmente o plástico, o metal, o vidro, a pedra, a telha e outras superfícies duras da sua casa e secá-las bem imediatamente após a limpeza.

Além disso, certifique-se de remover frequentemente a poeira com um instrumento a vácuo para evitar o acúmulo de sujeira em seus móveis, tapetes, cortinas, etc. Considere também ter os tapetes e estofados limpos profissionalmente uma ou duas vezes por ano. Pesquisas comprovam que cerca de 80% do mofo doméstico cresce na poeira.

Outra dica é procurar inspecionar a sua propriedade em intervalos regulares e imediatamente após as chuvas para detectar o eventual crescimento de mofo em seus estágios iniciais e evitar que ele se espalhe ainda mais em sua casa de praia (lembre-se do problema da condensação).

4. Controle a umidade interna de sua casa

Por mais práticas e adequadas que sejam essas medidas, elas não terão um efeito substancial se houver umidade suficiente em sua casa para permitir o crescimento de fungos. A melhor maneira, então, de prevenir o mofo é controlando a umidade no ambiente interno.

Para isso, vale apostar em desumidificadores de ar e evitar deixar roupas e outros objetos molhados secando dentro de casa. Se quiser ir além na luta contra os fungos, busque manter as calhas limpas e as portas e janelas à prova de vazamentos para evitar a infiltração de água em sua casa durante tempestades e chuvas torrenciais.

5. Capriche na decoração

Faça uma decoração harmoniosa e que não custe exageradamente. Um belo exemplo disso é a decoração Shabby Chic, que não dispende de muito investimento e, ainda, proporciona a possibilidade de usar materiais remanufaturados. Ambientes com móveis e objetos de aspecto antigo e desgastado, mas que dão um toque de sofisticação darão muita elegância à sua casa na praia!

E então, já está pronto para entrar na lista de moradores de casas em condomínio numa praia? Agora, sim, você já tem as informações que precisa para evitar todo e qualquer resquício de mofo e bolor dentro da sua casa de praia. Se curtiu o post, aproveite para compartilhá-lo com os amigos nas suas redes sociais.

365 visualizações
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Macroclean Limpeza
Av. Vereador Toaldo Tulio, 1644 - LJ 03 - Santa Felicidade - CEP: 82.320-010 | Curitiba - Paraná

info@macrocleanlimpeza.com.br | Fone: (41) 3092-1009

WhatsApp: 41 9 9943-0228